MENU

Olá pessoal! Tudo bem com vocês? Quem acompanha o nosso blog e já leu o post sobre nossa lua-de-mel em Paris já sabe que eu (Yuri) e a Camila nos casamos recentemente. Se você ainda não viu, confere lá! Demos ótimas dicas de viagem. Desde então, principalmente com os noivos que atendemos, acabamos compartilhando nossa experiência com a preparação do casamento com eles, sempre tentando ajudar, afinal de contas é uma época muito conturbada, não é mesmo?

Pensando nisso, resolvemos tentar auxiliar o máximo possível de casais através de uma série de três posts que contam a história do nosso casamento! E, pra começar, vamos falar dos longos preparativos que antecederam o nosso tão sonhado dia. Continua aqui com a gente!

ensaio de casamento ana paula aguiarensaio de casamento ana paula aguiarensaio de casamento ana paula aguiarensaio de casamento ana paula aguiar

O começo

Pra começar, o ideal é colocarmos o casamento em uma linha do tempo. Nos casamos no dia 03 de novembro de 2017. Mas o nosso planejamento começou cerca de dois anos antes, no final do ano de 2015.

Assim como qualquer casal, estávamos completamente perdidos no início. Chegamos a pensar em diferentes tipos de festa, desde um festão para mais de 400 pessoas até um mini-wedding para 50 convidados. E isso ainda sem entender de fato como os custos influenciaram naquilo que poderíamos fazer.

convite de casamento na fazenda minas gerais

Por isso, foi essencial a contratação da nossa assessoria. Ela foi importantíssima ao apresentar pra gente uma planilha financeira modelo que incluía basicamente tudo que qualquer casal precisa gastar em um casamento. E foi um choque de realidade pra gente!

Percebemos que seria impossível fazer aquele festão gigante para 400 pessoas com banda e tudo o mais. Mas também conseguimos chegar em um meio termo que viabilizaria algo que tivesse mais a ver com nós dois, sempre adequando à nossa realidade financeira.

A partir de então, com o orçamento definido e a lista de convidados em um esboço, fomos pensar no local, data e no estilo do casamento. Optamos por uma cerimônia fora da igreja, mais intimista e que tivesse um significado pra gente, sem cunho religioso. A festa também precisaria ser bastante animada, com boa música e um bom serviço de buffet.

Definindo a data e o local

Como temos a vantagem de conhecer várias pessoas ligadas na área de casamento, pudemos contar com a ajuda de muita gente legal. A tia da Camila é decoradora há mais de trinta anos (!!!) e deu de presente pra gente a montagem da decoração do nosso casamento. Isso ajudou demais, já que arcaríamos apenas com o custo das flores.

Por isso, a nossa ideia inicial de casar no meio do ano (tínhamos pensado na data de 08 de julho) caiu por terra, já que ela nos disse que o custo das flores costuma ser mais alto no meio do ano, indicando que escolhêssemos alguma data entre setembro e dezembro.

Uma outra forma que encontramos de reduzir um pouco o custo foi escolher uma sexta-feira como dia do nosso casório. Pra quem não sabe, fornecedores como buffets e salões costumam oferecer preços mais acessíveis para datas diferentes de sábado (como sexta ou domingo).

Assim, fechamos a data de 03 de novembro, uma sexta-feira meio de feriado, em um salão daqui de BH que oferecia um espaço para cerimônia ao lado do espaço da festa. Nossa ideia então era fazer uma cerimônia rápida e aproveitar essa parte do salão para colocar algumas cadeiras e dobrar o tamanho disponível para a festa.

Os fornecedores do casamento

Como vocês já devem  saber, todo casal fica “travado” na contratação dos fornecedores até ter a data e o local definidos (principalmente quando a cerimônia acontece em uma igreja).

Como o nosso espaço já vinha com algumas opções no “pacote”, não foi preciso correr atrás de DJ, mobiliário, iluminação cênica e mais alguns outros detalhes. Assim, seguimos a seguinte ordem de fornecedores até o final de 2016, primeiro ano do nosso planejamento:

  • 1º Local + DJ, Mobiliário, Iluminação Cênica, Boate;
  • 2º Buffet;
  • 3º Filmagem;
  • 4º Maquiagem e dia da Noiva;
  • 5º Fotografia;
  • 6º Cortina de LED para decoração;
  • 7º Acessório da Noiva (flores para o cabelo).

dione petterson filmes casamento barbacena

O imprevisto

No nosso planejamento, a ideia era iniciarmos o ano do casamento apenas com fornecedores menores a serem contratados, já que o “grosso” já estava contratado e sendo pago. Infelizmente, fomos surpreendidos já em janeiro com a notícia de que o espaço precisou realizar uma reforma estrutural, impedindo assim a utilização simultânea dos dois ambientes. Dessa forma, nosso casamento não caberia mais ali.

O que a princípio pareceu um problemão pra gente, na verdade deu a oportunidade de realizarmos o nosso casamento do jeito que queríamos. Assim, voltamos a cogitar nossa ideia de casar ao ar livre, durante o dia. Nosso sonho sempre tinha sido casar na fazenda do tio da Camila, em Destêrro do Melo, próximo de Barbacena.

Inicialmente tínhamos deixado de lado esse sonho. Afinal de contas, levar família e amigos em uma viagem de quase 3 horas seria bem complicado. Isso sem contar os possíveis custos de deslocamentos de fornecedores. Porém, quando voltamos a cogitar essa ideia, descobrimos que só tínhamos escolhidos ÓTIMOS FORNECEDORES!

casamento na fazenda em barbacena mg

Todo mundo topou essa mudança e a nossa assessoria nos ajudou a calcular os custos, chegando à conclusão que valeria muito a pena fazer o casamento na fazenda, no sábado dia 04, um dia depois da data marcada. Assim, tanto nossa fotógrafa quanto nosso videomaker nos deram o OK da data e sem cobrar os custos de viagem. Além disso, o buffet foi fantástico, adaptando todo o contrato para que o custo de deslocamento fosse o menor possível.

O único problema era que o coral que queríamos (e acabamos contratando) já tinha um casamento no sábado, o que inviabilizaria o fechamento. Pensando nisso, mantivemos a data da sexta-feira, já sabendo que isso poderia dificultar um pouquinho para alguns convidados. Porém, como era um “feriado emendado”, ficamos mais tranquilos.

Os fornecedores (parte 2!)

Rumo corrigido, foi possível então retomar o planejamento das contratações, que tinha sido interrompido durante todo o processo de rompimento de contrato com o espaço, que tomou praticamente todo o mês de janeiro. Assim, a gente já sabia que o ano seria corrido, pois precisaríamos correr atrás ainda daqueles fornecedores que o próprio espaço já oferecia.

Dessa maneira, nosso ano foi organizado da seguinte forma:

  • Fev/17 – Vestido da Noiva e Coral da Cerimônia;
  • Mar/17 – DJ;
  • Abr/17 – Bar de drinks;
  • Mai/17 – Iluminação Cênica e Boate, Gerador e a Hospedagem dos Fornecedores;
  • Jun/17 – Tenda para a área da festa;
  • Jul/17 – Traje do Noivo e Convites;
  • Set/17 – Mobiliário.
decoração de casamento na fazenda barbacenadecor casamento fazenda barbacenadecor casamento fazenda barbacenadecor casamento fazenda barbacena

Essa foi a sequência das principais contratações. Mas não se enganem, no meio disso tudo tem muuuuuuuuito detalhe a ser feito! No nosso próximo post, contarei como foi o dia do casamento (e os anteriores, com a preparação da fazenda pra receber o evento).

Gostou? Tem alguma curiosidade sobre o nosso casório? Fica ligado que a nossa série ainda não acabou! Também vamos falar de todos os fornecedores que contratamos, um por um!

*Todas as nossas incríveis fotos são da querida Ana Paula Aguiar!

Comentários
Adicione um comentário

FECHAR MENU